PUBLICIDADE

Funcionária de hospital castigada depois de repreender pessoas sem máscara

Por 1 mês atrás

Uma empregada de limpeza do Hospital Santa Cruz de Úbed, em Espanha, foi castigada com uma suspensão de 10 dias depois de ter alertado um grupo de pessoas que não utilizava máscaras no interior do serviço hospitalar, desrespeitando as regras.

PUBLICIDADE

Segundo o jornal ABC, tudo aconteceu quando uma funcionária chamou à atenção do diretor dos serviços gerais e de outras três pessoas da equipa administrativa que o acompanhavam no refeitório.

A empregada acabou por ser sancionada com uma suspensão.

O caso gerou polémica e levou à Confederação Geral do Trabalho (CGT) dar um parecer.

PUBLICIDADE

A CGT considera que “todas as pessoas têm a obrigação de cumprir as regras, dar o exemplo e impedir a propagação da pandemia” através do uso de máscara, acusando ainda o hospital de agir contra o direito à liberdade de expressão da funcionária.

Gostar da Página ➜  
Todos os direitos reservados.

Utilizamos cookies para garantir uma melhor experiência no website